Vinho de Colares, Pipas da Adega Viúva Gomes

O que diferencia as vinhas de Colares? Tudo as diferencia, o clima a que estão sujeitas – costa litoral com fortes ventos marítimos, apenas protegidas por paliçadas de canas, e o facto de serem plantadas em “chão de areia”, sem recurso a porta enxertos.

Resistentes e robustas!

Colares é uma região vinícola única na Europa, com vinhos produzidos a partir de castas com características muito especiais e comercializados através de adegas centenárias, disso é exemplo a Adega Viúva Gomes, localizada em Almoçageme.

Situa-se no ponto mais ocidental do continente Europeu, no concelho de Sintra, junto à costa litoral atlântica, abrangendo as freguesias de Colares, S. João das Lampas e S. Martinho.

A região DOP de Colares foi formalizada em 1908, muito embora existam registos de atividade vinícola desde 1255, por ordem de D. Afonso III. A atividade vinícola região de Colares está regulamentada através do Instituto da Vinha e do Vinho, e de legislação nacional (DL nº246/94 de 29 de Setembro).

Portugal tem 31 zonas DOP e Colares integra a zona de Lisboa, tendo duas castas:

Ramisco (castas tintas) com um estágio mínimo total de 21 meses, produzindo um vinho de cor rubi, bastante áspero no seu estágio inicial de juventude, mas pleno de aroma à medida que envelhece.

Malvasia (castas brancas) com um estágio mínimo total de 9 meses, sendo um vinho de cor cítrica, perfumado, fresco, com gosto a fruta, que melhora com a idade.

Património de Sintra e de Portugal, os vinhos de Colares estão progressivamente a serem conhecidos no mercado nacional e internacional, tendo as adegas vindo a desempenhar um papel importantíssimo na sua divulgação.

Comments are closed.